As 50 cenas lá do outro

Logo de manhãzinha, entra-me pelos olhos dentro o Granadeiro. Já tinha dado para perceber que a PT esta a puxar os cordelinhos de tudo o que é jornais que tem no bolso para publicidade gratuita, ao mesmo tempo que consegue garantir que não há nenhuma investigação ao processo de consolidação de fornecedores (LTTM) mas, ter que gramar com uma criatura que não faz nada da vida tirando ter uma prateleira doirada, é demais.

Depois, fui finalmente conhecer o aspirinab, mais um blog a dizer que as coisas estão mal mas (e sim, isso foi uma surpresa), este é patrocinado pelo PS e revela o mesmo espírito de isenção que um qualquer fanático futebolista.

É caso para dizer, … não há cu que aguente. Mas, por falar em cus, qual é a reacção apropriada que um gaijo pode ter às 50 cenas lá do outro? Qual é a moda agora? Confesso que estou perdido.

Em primeiro lugar, nunca li este livro mas, já li resumos, criticas e excertos suficientes para estar, pelo menos ao mesmo nível que metade das gaijas que ouço comentar este tomo e, já que falo dos comentários, posso comparar as 50 cenas com o Sexus do Miller? E, se agora é permitido às miúdas falarem abertamente de porn, também posso discutir, assim numa festa de cocktail toda fashion o ultimo filme da Private? Tipo, não acham que as travessuras de uma enfermeira endiabrada 3 estava bastante melhor que a prequela? Eu acho que sim, …

Já agora, pelo que percebi, não é correcto chamar literatura porn ao dito livro. A parte de literatura eu percebo, afinal, ninguém chama de literatura à Maria mas, substituir o porn por “erótico”, … give me a break. “I pull him deeper into my mouth so I can feel him at the back of my throat and then to the front again. My tongue swirls around the end " isto não é erotico nem aqui nem na China, isto é pronografia. Ok, as far as porn goes, é bastante mauzinho mas, se alguem não percebeu algum detalhe do broche que aqui se passa, é porque saltou alguma frase.

Mas, parece que senhoras respeitaveis não lêm pornografia mas podem ler erotismo, então, vamos chamar-lhe erotico apesar da definição ser complectamente errada. É mais ou menos o mesmo que dizer que o Estado é uma pessoa de bem, O Socrates é um politico honesto e a Edite Estrela é a "mulher que mais bem fala Português".

Gostava de conseguir convencer uma das fãns do Grey (o que nem sequer um retrato tem) a ler o Sexus do Henry Miller. Qual seria a reacção? Convem aqui dizer que gostei do Sexus (também admito que o li com outra idade) e que, para quem nunca o leu, um esta para o outro do mesmo modo em que o Apocalipse Now esta para a Madame Butterfly ou os Filhos da Droga esta para um episodio do CSI Miamy (hint: aparecem drogados nos 2).

E, só para equilibrar as coisas, diz o Miller "Where is the chair you sit in, where is your favorite comb, your toothbrush, your nail file? Trot them out that I may devour them at one gulp. You have a sister more beautiful than yourself, you say. Show her to me-I want to lick the flesh from her bones.”

Enfim, fica a maneira engenhosa como evitei a discussão da tradução do nome do livro dever ser as 50 sombras ou os 50 tons e como consegui limpar da alma o lixo que me entrou pela manhã.

4 comentários:

Teresa disse...

Deixa-me ver se percebi: tu começas as tuas manhãs com o Granadeiro e o Grey?
(quem é o Grey e que raio de 50 cenas são essas?)

Teresa disse...

Em tempo:
Tiro-te o chapéu, conseguiste juntar aspirinab e broches. Nem eu, a cabra chefa, consegui tal proeza.

Menino De Sua Mãe disse...

Falando de cenas de que eu perceba, sim, acho que discutir porn numa cocktail party já é socialmente aceitável. Eu pelo menos não me ofendo.

Não podes é dizer "prequela" quando estás a falar disso, que te arriscas a que uma te responda que não viram nenhuma coisa dessas no Travessuras de Uma Enfermeira Endiabrada 3 e outra te pergunte se isso é aquele vibrador grandes e vermelho que ela não consegue encontrar nas lojas cá.

Sabes, é que convenceres as fãs do Grey a ler Miller ou Anaïs Nin pode ser o mesmo que levares um fã do McDonalds a comer um bife. Vai queixar-se que a carne é dura e se tem de cortar, que não tem pão, que as batatas são irregulares e têm um sabor esquisito.

E daí talvez não.

Jaime Cardoso disse...

Hey Teresa, é o que dá em ler muitos comics, os crossovers, para mim, são coisa que dá para fazer 3 antes do pequeno almoço. Espero que nenhum dos referidos se sinta ofendido (não quero o Granadeiro chateado comigo)
E, menino, ... tempos houve em que o Sexus estava presente em casa de todas as mães e avós, ... É o que dizem, estas coisas são ciclicas, only porn lasts forever :)