Tinha 11 anos. Postei sim, mas foi no Diário que tinha cadeado e tudo.

25-4-74

Quando cheguei hoje ao ciclo ouvi falar das Forças Armadas e diziam que tinham cercado Lisboa. Quando cheguei a casa ouvi falar também das Forças Armadas e explicaram-me que tinha havido uma revolução.
Esta revolução acabou com o fascismo e trouxe a democracia.
Agora à noite já está tudo sossegado e o General Spnínola falou a todo o país na televisão e rádio.
Viva Portugal.

3 comentários:

Ana disse...

que delícia:) obrigada.
adoro estas pequenas histórias do 25 de abril, ando sempre a correr atrás delas, talvez por ter nascido 5 anos atrasada;)

sem-se-ver disse...

que bela ideia me deste... lá vou de escadote até à prateleira mais alta procurar o meu diário! a ver se consigo perceber a letra, que a minha caligrafia é tão desgraçada que nem mesmo eu a descodifico...

(mas vou só reler. não copio a ideia - magnífica - para o meu blog)

Emiele disse...

Tal e qual!
Nessa altura eu já não escrevia Diário (o que imaginei para o Pópulo durante Abril foi mesmo inventado!) mas se fosse mais novinha era capaz de ter saído alguma coisa assim.
(E talvez não, que os meus pais eram fortemente politizados, e deveriam ter tido dúvidas sobre o Spínola...)