Cabra tresmalhada

Nunca ouvi falar de uma cabra tresmalhada. Mas também "nunca conheci quem tivesse levado porrada"...
Tantas vezes me meti com o Visconde por causa da bateria de Cinderela e vai daí, pimba! Fui castigada. Que é como quem diz, fui brindada com uma máquina sabotadora que resolve desligar-se sem dizer água vai. A coisa ter-se-á de resolver mas, à semelhança do país, tenho tudo em stand-by. O computador funciona em suaves prestações de hora e meia, sem estar ligado à corrente, e depois de devidamente carregado durante cerca de duas horas, o que dá imenso jeito para quem dele depende, literalmente falando. Tendo em conta que, apesar da incomensurável dimensão deste tasco nas existências de quem nele trabalha ou se passeia, há vida para além da Cabra de Serviço, vejo-me na contingência de optar entre blogar e tratar da minha "vidita de precária". Mas, tal como o outro, posso garantir - assim mo garanta a bendita garantia - uma coisa: I'll be back. E, para prosseguir na senda das citações cinematográficas de inegável bom gosto: Untill then, good night...

6 comentários:

Mente Quase Perigosa disse...

Eu dir-te-ia que pela boca morre o peixe, mas como foi a tua bateria...

:p

calamity jane disse...

acho que é um problema de alimentação, mas o pc tá todo marado...

(tb pensei nisso ;-))

Visconde de Vila do Conde disse...

Cidjay, é lamentável que não saiba que quem se mete com o Visconde tem castigo...

tereza disse...

CJ penso que já percebeste que se o problema é a bateria o expert é o Visconde.
(só não percebo porque nunca se aguenta mais de dois minutos sem ir abaixo)

tereza disse...

Ao telefone!!! Ao telefone!!!

calamity jane disse...

Caríssimo, creia que me tenho penitenciado...

Teresa, estou à espera da expertize...

(referes-te ao Visconde ou a mim?)

Isso quer dizer que vais finalmente responder às minhas chamadas????