Madrugadas

Porque é que quando estou muito em baixo não durmo profundamente?

6 comentários:

shark disse...

Será algum peso na consciência ou molas partidas no colchão?

mifá disse...

Ernesta,

vinha a passar. Vi a porta aberta. Ainda hesitei, mas a mobília e o recheio, a denotar o bom gosto, acabaram por decidir-me.
.................................
Não pude deixar de sorrir ao seu pensamento.
Olhe, já tentou aprofundar menos a ver se dorme mais profundamente( sorriso).
É uma mezinha que, às vezes, uso.
Desejo-lhe uma profunda ligeira noite.
E, parabéns pelo bom gosto e desculpas pela ousadia.
mifá

ernesta disse...

Mifá,

Para tão ilustre visita, só um O'neill como resposta:

"Mal nos conhecemos
Inauguramos a palavra amigo!
Amigo é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece. (...)"

Sharkinho,

Molas partidas, meu querido, molas partidas...

mifá disse...

Surpreende-me, Ernesta: como consegue ser excelente anfitriã, agradabilíssima visita e, ainda, costurar( cerzir peúgas)?
Nem a Ivone Silva ( e digo-o com a mais profunda reverência ), na sua rábula da olívia patroa/olívia costureira, que, por certo, conhece.
Muito obrigada pela excelência da recepção, que farei por merecer.

ernesta disse...

Mifá,

Só não sei tocar piano e se fôr ainda mais para baixo vai ver a falta que me faz....

mifá disse...

Já fui e já vim.
Não faz mal. Eu, também, não sei.
Mas, há bem pior: quem tenha o piano e não tenha as mãos.