Não foi luz que se fez, foi um enorme holofote que se acendeu!















Seria oportuno fazer uma vasta dissertação sobre o aparelho reprodutor feminino, expor sobre a importância das hormonas que aí se reproduzem, dar um cheirinho sobre a calmaria que se instala em cada uma de nós de cada vez que chega a confirmação que tudo funciona regularmente? Talvez, mas quando me apresentaram a figurinha que partilho convosco, ponderei e cheguei à simples conclusão que existem coisas muito mais importantes a esclarecer!

(nem sei para que me dei ao trabalho de escrever estas linhas…)

18 comentários:

tereza disse...

Eu bem que andava desconfiada...

AnaT disse...

ahahahahahha já quase me desmanchei a rir!...

Mente Quase Perigosa disse...

Be afraid... Be very afraid...

shark disse...

O meu sincero agradecimento à fonte!
:))))))))

tereza disse...

Estas fontes andam muito atentas...

Anônimo disse...

isto, anda tudo muito perigoso, logo agora que ando casto,

Brad podes vir pá que a gente faz um fight club com mordidinhas

mente que brilha disse...

(Esqueci-me acima de deixar a beijoca pelo mimo. Deixo agora. Chuac!)

tereza disse...

(vou meter o nariz por aqui para deixar um agradecimento especial, da tereza que já foi ernesta, à teresa f.
Não sei quem ela é, mas ela sabe porquê)

gaija do norte disse...

desconfiada, chefa? nós sabíamos que a coisa tinha que se lhe dissesse! só não imaginávamos que fosse tão fácil explicar!

gaija do norte disse...

ana t, eu fiquei em pedacinhos. desmanchei-me toda!

gaija do norte disse...

já não há motivo para ter medo, mente... está tudo explicadinho.

gaija do norte disse...

tubarão, imagina a vénia que lhe fiz...

gaija do norte disse...

(o brad? que desconsolo...)

gaija do norte disse...

(e está muito bem metido, chefa!)

tereza disse...

gaija, dizes "e está muito bem metido" num post deste e eu fico assustada... olha que há crianças que nos lêem... (sim, calçam tamanho 40, mas são crianças inocentes e ingénuas...)

gaija do norte disse...

tu metes o nariz e eu não posso meter o que quero?

tereza disse...

Parou! Parou tudo!...
Nem quero saber do que tu queres meter. Como dizia uma gaija que eu conheço e costumava ser uma decente gaija do norte no gtempo em que os viscondes ainda não praguejavam, não quero saber de pormenores!...

Emiele disse...

Bem sei que não tem nada a ver com o post, mas queria deixar este aviso num post teu, e tive de vir quase até às catacumbas para encontrar um post porque vocês como são um grupo, escrevem que se faratam!!!!
Olha, Gaija, era só para te avisar de que deixei um selo, em teu nome lé no meu estaminé.
A oferta está feita!