Juro que esta não é boca

Mas acabei de ver uma varejeira, uma horrível e verde varejeira, em cima do restinho da minha omelete.

Tenho nojo, muito nojo, de varejeiras e saber que tenho uma em casa não me vai deixar dormir descansada.
Moscas ainda suporto. Ratos alimento-os, se os vir, e eles não chateiam, baratas só vi em Lisboa e nem sabia o que eram, as melgas dão cabo de mim mas a seguir dou cabo delas (a essas chamo-lhes nomes, dos feios mesmo, e às mãezinhas delas também), de aranhas tenho medo, pânico, pavor, fobia, e não se fala mais nisso, às carraças esmago-as lá fora e a seguir lavo a sangria que deixam, mas varejeiras?!... Varejeiras é nojo mesmo. Muito nojo!
E agora estou aqui cheia de problemas. A omelete estava deliciosa, sobrou um bocado bem bom, já estava a imaginar a bela da sandocha amanhã, mas não sei se agora não irá directamente para os cãezinhos lá fora. É que, acho que já vos disse, mas a nojenta da varejeira, por segundos, milionésimos de segundo, pousou nela! E eu, eu que nem devia ser dada a esses achaques, que afinal até vivo no campo e coisa e tal , tenho um nojo de morte de varejeiras.

76 comentários:

gaija do norte disse...

tal e qual como eu com as varejeira! é que lhes tenho uma gaita de um sentimento que nem sei explicar...

calamity jane disse...

Ca noijo! E com imagem e tudo...
(inté se me engasgou o chiclate!)

tereza disse...

Comigo é canoijo mesmo, mas posso, agora, garantir-te que depois de uma pancada com umas SAPATILHAS tamanho 40 ficam enroladitas no chão e não mexem mais...

tereza disse...

Ai CJ depois da varejeira eu era incapaz de aguentar um chiclete...

shark disse...

Não consigo parar de rir!
Ahahaha.
Chefa, já te disse hoje que gosto muito de ti?
:)

CybeRider disse...

Tereza, cá há baratas com asas, daquelas de África... Monstros alados que causam pesadelos, acastanhadas, maiores que grilos. Já pensei em arranjar uma bazooka para essas situações, porque quando se matam a chinelo dão um estalo... Bem indescritível...
Já vejo que és mais serrenha que pescadora... É que na serra também nunca as vi.

Encara a coisa. É só uma mosca maior, e como há menos, a possibilidade de ter tocado em porcarias é bastante inferior.

Além disso os chineses comem insectos. Faz como se não visses. :)))

gaija do norte disse...

pensar em varejeiras e chicola é do pior, cj!

calamity jane disse...

É que até a mim se me enrolou a boca do estômago e não era nada comigo...
Deve ser bom para as q estão a fazer dieta, esse truque.

tereza disse...

Não! Hoje ainda não tinhas dito e já me estava a fazer falta!...

CybeRider disse...

(Uau! Uma tripla)

gaija do norte disse...

não comas nada disso chefa! as varejeiras e o local onde poisam devem ser inundados de dum-dum! trazem milhões de doenças....

tereza disse...

Cyber, mas estas pôem ovos..... Canoijo mesmo!
(e, já agora, se me tornas a chamar montanheira temos o caldo entornado...)

gaija do norte disse...

tens razão, cj! também estou com o estômago um cadito embrulhado.

calamity jane disse...

Ai, Cy! Essas conheço-as bem e perseguem-me desde a casa dos meus pais! Durante 10 anos não as vi e desde que vim para esta casa...
Há um produto muito bom q dá cabo delas, mas é preciso limitar as lavagens no sítio onde o colocas. É um gel q elas ingerem e dá-lhes um faniquito.
Durante o inverno andaram sossegaditas mas há dias já vi uma!
(Entre elas e as varejeiras, venha o diabo e escolha! Já estou a ficar maldisposta...)

tereza disse...

CJ, larga a chicla, como consegues aguentar olhar para a foto com uma coisa na boca?
(esta não foi a minha melhor frase de hoje...)

tereza disse...

Baratas com asas? Uns bicharocos grandes e pretos? Mas esses são giros.

CybeRider disse...

:)))) Deixa lá Tereza pelo menos não tens as baratas voadoras que até a mim me arrepiam

calamity jane disse...

Estava a falar de chiclate, não chiclete! E já parei de comer, obrigada, chefa.
(bolas, a melher a saber que aqui a cabra se farta de passar fome e posta-me o rachtaparta da varejeira sem contemplações!...)

CybeRider disse...

CJ a Tereza não pode estar a falar da mesma coisa que nós pois não?

tereza disse...

Ó gaija, achas mesmo que se a varejeira pousou, mesmo que só um bocadito, já não se pode comer? Vou ter pena, muita pena.

CybeRider disse...

Pode-se comer, olha, manda para cá

CybeRider disse...

Se estivermos de costas a gente sabe lá o que lá pousa, e nos cafés, e no restaurante?

calamity jane disse...

Ai agora tens pena de não comer! Vê lá se isso te impediu de partilhar o canoijo com o curral inteiro!

gaija do norte disse...

não comas nada onde pousou uma varejeira! e mata todas as que se cruzarem no teu caminho! são do pior que há.

calamity jane disse...

Isso tb é verdade, ó Cy, mas se pensares q passou um dos monstros alados em cima da comidinha, ainda comes na boa?

tereza disse...

Cyber o que os olhos não vêem o estômago não sente...
E estou, são uns bicharocos grandes que dão cacetadas nas lâmpadas? Acho giros, pronto...

CybeRider disse...

Daqui a pouco está tudo a gregoriar (vês CJ já aprendi qualquer coisa com a cena do Capuchito)

tereza disse...

CJ, não gosto que vos falte nada e se vir um canoijo gosto de vos ter comigo...

CybeRider disse...

Ó CJ só de pensar nisso, de facto... Epá mas essas coisas são diferentes aquilo tem para aí umas 100 gramas cada uma, onde fincam as patorras...

tereza disse...

Gaija, com Dum Dum?? Achas que resulta?

calamity jane disse...

Não são esses, Tereza. Ele está a falar de baratas, mesmo, não de carochas voadoras. Se bem q essas parecem bêbadas e quando caem de repente vindas sabe-se lá de onde é com cada susto!..

calamity jane disse...

Com dundum matas a mosca e a omelete também.

CybeRider disse...

Não Tereza as baratas da borda d'água são um assombro. Giras? Nunca!!!

CybeRider disse...

A omelete não vai lá nem com boca-a-boca, isso não...

calamity jane disse...

Tb escusas de ser tão explícito...

tereza disse...

Baratas de Borda de Água? mas eu vivo, em linha recta, a uns dez quilómetros do mar e, sem ser varejeiras, todos os bichos com asas que por aqui aparecem são giros...

Já agora, já vos disse que aqui em casa gostamos muito, mas muito, de osgas?

gaija do norte disse...

sim chefa, dum dum com ela!

calamity jane disse...

Tb gosto de osgas. E tive várias, mesmo aqui em Lisboa.

tereza disse...

Ai gaija, e fazes isso a todos os insectos? Até às joaninhas lindas?

CybeRider disse...

As osgas são sagradas. Mas peguei numa uma vez e aquilo tem uma pele áspera e é muito fria. Foi a última vez, e até me dou bem com répteis.

Era disto que eu estava a falar:

http://br.geocities.com/insecta_tv/Blatariae-Periplaneta001.jpg

calamity jane disse...

Cy! Por favor!!!

CybeRider disse...

Pois, esqueci-me de por o aviso:

"Não aconselhável a corações frágeis"

calamity jane disse...

Frágil frágil vou eu ficar quando o despertador tocar daquei a sete horitas...

calamity jane disse...

Seis. Seis horitas, bem me parecia que não era tanto.

CybeRider disse...

Olha CJ danou-se... Cairam para o lado com a foto...

CybeRider disse...

Devíamos ter a "siesta" como os vizinhos

calamity jane disse...

Eu vou mas é mimir. Já que não me dão de comer...
(tb depois da varejeira, só daqui a seis horitas, mesmo.)

tereza disse...

Cyber, vou mesmo espreitar... mas acho que são os bicharocos giros de que falo...

CybeRider disse...

Aquilo corre em direcções imprevisíveis, e voa e aterra-nos na testa. De fugir Tereza, não pode ser a mesma coisa.

tereza disse...

Cyber, eu é almoçar em casa e tenho a siesta como os vizinhos... não é culpa minha, mas ponho-me a olhar para a rede, a rede põe-se a olhar para mim, e é fatal...

tereza disse...

Cyber, aquilo é uma barata! Das normalinhas... No chão ou a voar é a mesma coisa...

CybeRider disse...

Maravilha. Eu estou sempre a olhar para o telemóvel e a ver se toca. E o pior é que ultimamente nem toca. Tenho que arranjar uma rede...

CybeRider disse...

Mas essas chegam a ter o tamanho de um dedo. Brrrrr!!

tereza disse...

Aterra-te na testa, que a minha não é um campo de aviação!...

CybeRider disse...

As que via em Lisboa eram pretas e mais pequenas.

CybeRider disse...

Essa do campo de aviação gritou-me: "Acorda!" aos ouvidos. Amanhã não devo conseguir aparecer muito por cá.

tereza disse...

Isso só pode ser bom sinal, Cyber. Se não conseguires despachar os clientes todos manda alguns para aqui, como o puré de castanhas...

CybeRider disse...

Consigo pois. Com a vontade que estou. Nenhum me escapa.

tereza disse...

Mas se escapar, já sabes. Aqui não se desperdiça nada...

gaija do norte disse...

só às joaninhas cruzadas com varejeira, chefa, que como sabes são raras mas existem! não hesites, é dum dum com elas!

tereza disse...

Mas tem de ser dum dum? Não podem ser aqueles do Lidl? É que são mais baratos e mais pesados e se o esguicho não resulta dou-lhes com a lata na carola.

gaija do norte disse...

dá-lhes com o que quiseres. certifica-te que matas mesmo!

tereza disse...

já sabes que para matar essas coisas contas comigo... ficam mortas e bem mortas. não mexem mais.

gaija do norte disse...

esborrachadas!

calamity jane disse...

64 comentos sobres varejeiras e baratas. Não acho normal.

Mente Quase Perigosa disse...

É um curral, CJ. O que estavas à espera?????

jardinsdeLaura disse...

Antes de mais quero desejar um Bom Dia a todos!
Comecei hoje o curso de "Tenha modos" que tou a lebar muito a sério!esperem só que bocês bão já ber:

Olhe Tereza num se preocupe qu'eu bi logo qu'essa Posta num era boca... intão num se bê logo?! Sim porque o que mais atrai as barejeiras num é as omoletes (essas foi só p'a desenjoar do regime) é a Bosta chefa... a Bosta (num c(u)unfindir c(u)m Posta)! E nesse caso desde já lhe digo que a escolha num estaria dificíl:
Ficaba c'a barejeira... Podia(m)(no plural porque sempre fui adepta da partilha) ficar cu o "resto"!

Biram, biram? Num disse nenhuma palabra feia nem conjuguei uma só bez verbo nenhum no imperativo! Tou muito inducadinha... se calhar continuo é burrinha! Mas sabe num se pode ter tudo! Nem todos temos a sorte de ser Perfeitos como a Tereza!

inté mais logo se me permitirem... claro!

Raparigatrevida disse...

Bom dia a todas e a todos!

qu'ideia foi essa D.Tereza?! Então a senhora não gosta delas e traz uma desse tamanhão p'ró Curral?? Tinham-me falado em Cabras, Cabrões e outros bicharocos (veja lá que até me falaram de Cromos, e lá mais para cima pareceu-me ver um... pelo menos pela fotografia parece) mas de varejeiras!!!

E depois deixe que lhe diga que tem uns visitantes cheios de garra!!
Não queria contrariá-la, pois pelo que já li percebi que andam picaditas, mas que a D.Laura tem piada tem. Tem um humor um bocadito brejeiro mas muito apurado!

As duas fazem-me lembrar o "fado-castiço"! Mas vejam lá não exagerem

Enquanto isso podem continuar a "cantar" ao desafio que eu estou adorar!

jardinsdeLaura disse...

Ó mas que bem me soube!
Obrigado rapariga, foi muito simpático da tua parte! Para atrevida inté tens bons modos!
Coisa que pelos vistos dizem que a mim me falta!!(?)

Mas podes ficar tranquila que pela parte que me toca num mudarei d'estilo... nem que quisesse num podia. Como já alguém disse... It's beyound my control!

inté mais logo, tenho coisas p'ra fazer!

tereza disse...

(não resisto a praticar uma boa acção)

Jardins e Atrevida quer-me parecer que vocês as duas, apesar da diferença de pronúncias, se vão entender muito bem e fico feliz que este humilde blog tenha, mais uma vez, servido de ponto de encontro a duas almas gémeas.
- Atrevida, apresento-te a Jardins. - Jardins, apresento-te a Atrevida. Acho que se vão divertir muito as duas e alegrar, ainda mais, estas nossas caixas de comentários.

calamity jane disse...

Ninguém como tu, chefa! A apresentar uma clona à outra! Achas q é um caso patológico?
(a clona julgou q vinha bem disfarçada mas logo à primeira já deixou o rabo de fora, tadita, chega a ser constrangedor)

tereza disse...

Ai CJ, são clonas? Olha, nem tinha reparado... que parvoíce minha. A sérinho mesmo? É que não se nota nada. Caramba, tens um olho danado...

(deixa-a(s) lá. Deve(m) ser feliz(es) assim e nós também aqui estamos para dar umas alegriazinhas a quem precisa...)

calamity jane disse...

Enfim, mais depressa se apanha um clone de varejeira que uma barata voadora...

Raparigatrevida disse...

D.Tereza agradeço-lhe a boa acção mas não era preciso incomodar-se, até porque não tenho qualquer dificuldade em travar conhecimentos! Mesmo com estranhos

Quanto à D.Calamity Jane não valia a pena vir logo atrás da chefa. Não me parece que ela precise de ajuda e quanto a mim nunca gostei de apreciar niguém através do olhar de outros!!

Não seria para si o Post da Xica esperta?! Porque olhe que parece! Ainda que de toda evidência seja muito mais Xica que esperta!

gaija do norte disse...

para si é Senhora Doutora Engenheira Arquitecta Tereza!

Raparigatrevida disse...

Sempre gostei de me saber única e espero assim continuar. Mas se tivesse que ser "Clone" d'alguém e pudesse escolher seria muito mais depressa duma D.Laurajardineira que duma Cabra qualquer!
A ser clone de Cabra ela tinha que ter pedigree o que não é (de todo) o seu caso!

Eu avisei que era atrevida!

Sabe é que vivo em Paris mas os meus pais são do Norte, de Vila do Conde. Terra de pescadores e peixeiras, de gente boa, de muito e duro trabalho!