Da gestão dos assédios (Intróito)

Não há quem sofra mais com os assédios do que eu próprio. Eu esforço-me, a sério que me esforço, perguntem a quem quiserem e a resposta será inevitavelmente "O Visconde esforça-se, a sério que se esforça", mas a verdade é que está sempre a acontecer-me estar a passear os cães na praia enquanto faço o meu jogging matinal em tronco nu e logo aparece alguém a meu lado e me atira com um "Que belos cães, e se fôssemos jantar fora hoje?" ou então estar na Havaneza, a meio do complexo processo de decisão que é escolher entre uma caixa de Cohiba Lanceros ou Partagas e logo alguém me segreda ao ouvido "moro aqui ao lado, subimos e fumamos um desses depois?" ou ainda, a sério que isto está sempre a acontecer-me, estou a jantar sozinho no Porto de Santa Maria, olhos fechados a saborear um Barca Velha de um ano que agora não vou dizer e, quando volto a abrir os olhos, há sempre alguém sentado na cadeira à minha frente, a pestanejar sedutoramente os olhos e a passar a língua com suavidade pelos lábios carnudos.

Isto incomoda, a sério que incomoda. É tempo de partilhar com o género masculino em geral e com os indivíduos do género masculino que sofrem estas afrontas diárias, em particular, é tempo de partilhar, dizia eu, estou sempre a ter conversas paralelas e depois dá nisto, tenho que voltar à ideia inicial, é uma maçada, é recorrente a fórmula "dizia eu", dizia eu que é tempo de partilhar algumas regras básicas que fui acumulando nestes últimos anos na matéria que é aquela que dá título ao post.

Basicamente, era isto que eu queria dizer.

17 comentários:

a sério! disse...

Não me faça rir.
Por favor menino!

O Santo disse...

este post deu origem a minha 1ª vz.

Visconde de Vila do Conde disse...

(Bolas, fui apanhado, entre Cohiba Lanceros e Partagas, a escolha é óbvia...)

tereza disse...

A sério, Santo?

Visconde, desembuche!...

O Santo disse...

axas que brinco com estas coisas xefa??

CybeRider disse...

Uma vez um também me apalpou a perna, eu tinha pra aí uns 20 anos. Tirei-lhe a mãozinha e expliquei-lhe que gostava de mulheres. Foi a última vez que fui assediado. Fica o conselho.

tereza disse...

Não... estou a brincar, Santo!...

Cyber, não negue à partida uma ciência que desconhece...

Visconde de Vila do Conde disse...

Tereza, isto é o intróito...

(isto é tema para vinte fascículos...)

Visconde de Vila do Conde disse...

Cyber, fez bem.

Visconde de Vila do Conde disse...

Sobrinho, estou orgulhoso. (Caramba, o meu sobrinho...)

CybeRider disse...

Pois desconheço. Mas ia conhecendo. Foi por pouco. É que quando toca a assediar essa malta é terrível. Como compreendo o nosso Visconde! Livra!

CybeRider disse...

E fez-se um silêncio sepulcral... Daqueles de cortar à faca... Não me digam que não era disso que estavam a falar... (pensou ele a medo). Epá! Sempre cometo cada gafe! Caneco!

tereza disse...

Cyber podes estar descansado que a gaffe foi minha e não foi com o teu comentário...

CybeRider disse...

50 Km depois...

É que com o traçar de charutos... E os "alguéns" tão indefinidos... pensei que era isso, mas depois O Santo veio com a 1ª. vez dele... fiquei ainda mais indeciso

tereza disse...

A primeira vez do santo também me enganou mas não foi da mesma maneira que a ti.
Agora deixa. segue em frente e assobia para o ar...

E com isto tudo esclarecido falta só ali o(a)a sério confessar-se....

Gabs disse...

Passear o cão realmente parece ser uma técnica de sedução. Eu então tenho de correr os outros cães a pontapé.

Mente Quase Perigosa disse...

Ainda bem que só vim hoje... Se tivesse que ter esperado pela continuação da novela...

Agora vou fazer scroll up...