Quer-me cá parecer, mas isto sou eu a botar-me a adivinhar, que a desculpinha do não venhas com invenções vai deixar de pegar.

Parece lógico até ao mais distraído que a "posição do missionário", tida como a mais ordinária para o acto sexual da Humanidade, não teria este nome na Idade da Pedra, mas, garante Marcos Garcia, ao jornal espanhol "El Mundo",  há milhares de anos que existem as diferenças entre sexo recreativo e reprodutivo.

Em grutas e abrigos, entre peles de animais e camas de folhas, há milhares de anos o cardápio das actividades sexuais incluía práticas "hoje mal vistas", diz Marcos Garcia. O estudioso não especifica, mas diz que a mostra, patente em Burgos, Espanha, aborda exemplos pré-históricos de sexo oral, "voyeurismo", masturbação e sexo com animais.

in J.N. 23 Setembro 2010

6 comentários:

Mente Quase Perigosa disse...

Quer-me cá parecer que se acabaram as churumelas, é o que é!

tereza disse...

Quê???

Mente Quase Perigosa disse...

É um dialecto novo que ando a aprender.

Um dia, eu esnino-te...

tereza disse...

esnina-me? gosto desse dialecto...

Mente Quase Perigosa disse...

Eu esnino-te. Sou excelente as esninar coisas.

(Também andas a aprender línguas novas?)

tereza disse...

Eu é mais grego, mas vejo-me grega...