Minha querida Peixa,

Acabada de chegar a casa, depois de umas retemperadoras horas de praia, apressei-me a abrir a tua missíva e a visionar o pequeno pormenor que lhe vinha agarrado e que justificava o seu envio.
Sim, tens razão em tudo. Tal como já me tinhas descrito em traços largos mas precisos, "aquilo só pode ser uma criação dos americanos" e sim, "Deus existe", mas, infelizmente, não tem milagrado muito aqui pelas vizinhanças ou o semblante desta tua amiga andaria muito mais radioso que o habitual.

Tanta perfeição é-me desconhecida e qualquer gaija com os dois pés assentes nesta terra madrasta te dirá, sem hesitar, que um gaijo lindo de morrer como aquele (Santo, tu desculpa, mas aquilo é mesmo de morrer, não é de se ficar doente), inteligente, com bom gosto e sentido de humor tem de ter, que nós sabemos que sim, qualquer defeitozinho.

(Caso não tenha, que ainda sou de acreditar em milagres longínquos, saca morada e número de telefone, 'tá bem? Agradecida)

4 comentários:

Fusão disse...

As Gaijas não comentam nada...zero!

Só inveja

tereza disse...

Mas os gaijos ficaram muito agitados, fusão, muito agitados...

Fusão disse...

Nada que dois Xanaxs não resolvam ;-)

Mente Quase Perigosa disse...

Ora então, boa noite.

Tereza, fiquei preocupada contigo... Achas que será coisa de te levar uma bombinha para a asma?