APOCALYPSE NOW

Eu gosto de ser solteira. Que gosto! Gosto de ser dona do meu nariz. Gosto de tomar todas as decisões da minha vida sem dar cavaco a ninguém. E gosto (já li isto algures hoje) daquela parte dos 'dates'. De conhecer gente nova. De ser lisonjeada e bajulada. E se houver gaija que não goste que atire a primeira pedra (Elle e SSV: Quietinhas!!!!!).
 
Há aquela parte dos sorrisos, do interesse. Em que pensamos que aquela pessoa tem algum interesse. Começamos a trocar ideias e começamos a falar de coisas sérias. A debater questões que podem, ou não, ser importantes para nós. Aí, inevitavelmente, começam as dissonâncias. You say po-tay-tos, I say pa-ta-toes…
 
Se do outro lado das nossas ideias, houver alguém inteligente, contrapõem-se argumentos; discute-se, mais ou menos, acaloradamente e, mesmo que não haja acordo, há uma troca saudável de galhardetes que nos faz bem à alma.
 
Agora, vamos supor (just for the sake of argument) que, no meio de uma troca de opiniões escritas, a outra parte, discordando de nós, chuta para canto e sai-se com um: “a jeitosa quer tau-tau?”
 
A JEITOSA QUER TAU-TAU???? A JEITOSA QUER TAU-TAU????
 
Okay, a primeira coisa a fazer é respirar. Respirar muito e profundamente! Depois há que começar a fazer a tradução. É que eu quando ameaço o meu filho com violência física, a coisa varia entre ‘uma palmada no rabo que ele dá 3 voltas às cuecas sem tocar no elástico’ ou ‘uma no meio dos olhos’ quando há necessidade de simplificar ou ser mais rápida. Eu não sei o que é tau-tau. Eu não sei falar essa língua que supostamente se usa para nos dirigirmos aos 'crianços' até, no máximo dos máximos, aos 5 anos. Porque se eu desconheço com bebés, com criaturas acima dos 5 anos arrepiam-se pilosidades que eu nem sei que existem.
 
E depois dessa frase, que pode uma mulher, uma gaija, dizer? Por amor de tudo quanto é sagrado, como é que se responde a uma coisa destas?
 
Quando pedi ajuda para o significado de tal coisa que a mim me pareceu uma ignominia, houve uma alma caridosa que me deu a entender que a coisa posta neste termos lhe dava a entender uma qualquer conotação sexual. Santas criaturas que fazem tudo para me descansar…
 
Logo eu que tenho um especial carinho pelo uso da 3ª pessoa. Porque se há coisa que eu sempre dediquei largos minutos da minha imaginação é a confabular como são os relacionamentos íntimos das pessoas que usam a 3ª pessoa. (Mas não me posso esticar muito que me avisaram há bocadito que no pc onde estou a escrever há censura.) O meu imaginário delira com coisas como: “Diga-me, querida, foi tão bom para si como foi para mim?” (para começar a conversa pelo fim…)
 
Posto isto, afigura-se-me que restam duas hipóteses:
 
a) Visto o fatito de Dominatrix que hei-de arranjar que eu tenho tanta coisa no armário que não me admirava que lá andasse algum perdido e faço-lhe uma visita; ou
 
b) Boto a minha máscara de miúda fútil e burrinha e passo a chamar-lhe Kiducho.
 
E estou indecisa, muito indecisa… É que começo a achar que tal frase é merecedora de umas belas chicotadas. Mas por outro lado, a ideia da cara de um homenzarrão a ser chamado de kiducho…
 
Bolas, só arranjam coisas que me amofinem…

40 comentários:

tereza disse...

Kiducha, não é por nada e aqui muito entre nós, mas tu sabes que eu sempre achei que uma das primeiras frases que o Tio Lancastre ensinou ao nosso querido Visconde foi exactamente essa, a do "Diga-me, querida, foi tão bom para si como foi para mim?”
E até já pus dinheirinho nisto.

Mente Quase Perigosa disse...

Puseste, puseste... Pode ser que um dia o vejas de volta.

Mas eu até dava de barato o "Querida, foi tão bom para si como para mim?". Eu até dava de borla, coisas bem mais activas na 3ª pessoa. Agora TAU-TAU?????

tereza disse...

Tu tau tau não dás de borla, é isso? Olha, compreendo-te. Eu também teria de ser muito bem paga.

Rachel disse...

De todo o modo, eu apostava na segunda hipotese...
acho Kiducho

Mente Quase Perigosa disse...

Tereza, tau-tau até dava mas qualquer dominatrix que se preze faz-se pagar bem!

Mente Quase Perigosa disse...

Achas Kiducho, Rachel?

Olha, eu ainda não sei que ache!

sem-se-ver disse...

não percebi por que havia eu de atirar a primeira pedra.

sinceramente.

Anônimo disse...

.......“a jeitosa quer tau-tau?” Bem isto é do mais fino recorte literário. Só ao alcance de uma mente mesmo perigosa. Se esta frase fosse retirada de uma qualquer escuta e posta fora do contexto, num pasquim qualquer, toda a gente diria que a mesma fazia parte da sinopse de um filme Hard-Core III escalão. A CABRA voltou em grande.

Fusão do Àtomo

tereza disse...

Fusão, achas mesmo que era preciso pôr a frase fora do contexto? É que eu gostava mesmo era de a ver no seu devido contexto, porque já estou como tu, isto só pode ser hard core III escalão e dado qu sou rapariga sossegada gostava de saber como são estes dates da nossa peixa.

Violeta Extravagante disse...

Peço desculpa, mas acho que estão todos enganados.
O senhor em questão, deve ser uma pessoal de mente nada mesmo perigosa e até muito saudavel.
O que ele quiz dizer com a expressão “a jeitosa quer tau-tau?” foi: "A sua mente é tão jeitosa ou seja, tão habilidosa, tão brilhante que tem que ir comigo ao templo que por acaso fica ali mesmo ao pé de minha casa, para eu a iniciar na Filosofia Tao."
Tss tsss... não sejam assim....

Anônimo disse...

Flor Extravagante

Isto está a ir de MAO a TAO.

TEREZA tens razão. È que não fazendo a minima ideia, qual seria a discussão em causa.......e só estando dentro do dito (contexto) se pode aferir da bondade da frase.

Fusão

tereza disse...

Fusão eu também não faço ideia qual seria a discussão mas eu de filosofia também não percebo nada só de política.

Mente Quase Perigosa disse...

SSS, porque cada vez que eu digo que 'qualquer gaija gosta' tu ou a Elle discordam de mim!

Tu não te amofines, mulher. Era a brincar!

Mente Quase Perigosa disse...

Fusão, com hard-core posso eu bem. Esta coisas dúbias é que me baralham!

E não consigo ver bondade nenhuma na frase. dentro ou fora de qualquer contexto.

Mente Quase Perigosa disse...

Oh Chefa, modéstia à parte, eu acho que a minha descrição foi tão fiel que, se fechares os olhos, até parece que lá estás!!!

tereza disse...

Eu, por acaso, vejo alguma bondage na frase.

(Mente, quem é a SSS?)

Mente Quase Perigosa disse...

Fui só eu que vi uma ligeira conotação sexuali no comento da Violeta?

Se calhar, ando a ver coisas...

Mente Quase Perigosa disse...

A SSS é a Sem-Se-Sentir que é irmã da Sem-Se-Ver!!!

Não tens mails para escrever? Picuinhas...

Mente Quase Perigosa disse...

Para informação geral, a discussão era sobre politica...

tereza disse...

Mente eu sei que tens uma escrita muito realista e pictórica mas não consigo, por mais que feche os olhos, ver-me num lá desses, tu tem lá dó.

E não, não tenho um único mail para escrever!

tereza disse...

Ah, bem me parcia que andavas metida na política, mas tens de aprender comigo que eu sou da escola do tio Alberto João.

tereza disse...

parecia
os "e" andam a falhar-me....

Violeta Extravagante disse...

Bem, eu de politica não percebo nada. Já do Tau...
Desde que seja eu de pingalim na mão...quem lhe dava o Tau-Tau era eu!!

Anônimo disse...

De politica.....e a meter TAU TAU? Ou Santa Inquisição me valha, que eu que arda numa fogueira abençoada, se isso não foi tirado de uma escuta entre o Vara e o Socrates, quando falavam sobre a Moura Guedes. Mente, tu toma cuidado, tu andas a discutir com o orelhas de bode sem saber!

Fusão

ritmargaride disse...

Jeitosa ainda vá que não vá, agora tau tau?!?!? nãaaaaaaaaa à oferta de um tau tau eu ripostava com a oferta de um pontapé nos berlindes (e esta sim tem conotação sexual) ;)

Mente Quase Perigosa disse...

Chefa, eu ando mais numa de me instruir com o Berlusconi. Acho que é capaz de me dar mais jeito.

Mente Quase Perigosa disse...

Violeta, tu és cá das minhas!

Mente Quase Perigosa disse...

Fusão, tu não me assustes mais que eu já tou aqui tão apoquentada...

Mente Quase Perigosa disse...

Rit, ouch!!!

Joao disse...

Ninguem usa isso, o Tau Tau! Mas talvez o rapaz estivesse a referir as estatues de madeira indonesias chamadas Tau Tau, ou seja uma viagem! !

tereza disse...

João, definitivamente acho que se trata de uma viagem.Para ele. Com bilhete só de ida que é coisa que está muito na moda.

Mente Quase Perigosa disse...

Ai João... Gostava tanto de acreditar nisso...

Mente Quase Perigosa disse...

Que violência, Tereza...

Mente Quase Perigosa disse...

(devias ser um bocadinho mais kiducha!)

Joao disse...

Um dia o homem aparece com as Tau Tau debaixo do braço, e então: Oh jeitosa, já tenho as Tau Tau!

Mente Quase Perigosa disse...

Joao, já me fizeste gargalhar.

tereza disse...

Gargalhar... gargalhar.... tão kiducha que tu estás. Nota-se que estiveste comigo, ai pois nota. Estás aqui estás a dizer tau tau...

Mente Quase Perigosa disse...

Eu quando estou contigo a Fofa que há em mim, vem ao de cima!

Vontade de disse...

Com que espécie de homens te dás tu?

ahahah

tereza disse...

(posso responder? posso, posso, posso?)