Um almoço nunca é de graça

O Juiz. Achei que era uma boa ideia usar o livro do Lucky Luke para este post. Podia até descrever a sequência final quando o Lucky Luke exige que o Juiz Roy Bean seja julgado mas como não há outro Juiz tem de se julgar a si próprio e temos então o Roy num quadradinho a dizer que se recusa a ser julgado por aquele pulha, no outro a presidir ao Tribunal e nos seguintes numa dança surrealista entre o banco dos réus e a cadeira de juiz. Mas isto era no Far West.

Também podia ter começado com a pergunta "Quem matou o juiz?" e acrescentar o lendário "Foi Mortágua" com um JeéFeKeiano "Hoje somos todos mortaguenses" mas achei que este mortaguenses é tão estranho que me estragava a gracinha.

Depois lembrei-me daquela sátira dos Gato Fedorento e pensei que bem que podia armar-me em Marcelo e rabular um A magistratura é independente? É. Os jornalistas são livres? São. Mas a magistratura e os jornalistas fazem fretes? Fazem. Então não são independentes nem livres? São. Mas fazem fretes? Fazem. Mas são independentes? São. E são livres? São. Mas fazem fretes? Fazem, só que nunca mais saía disto e lá se ia a possibilidade de dizer as asneiras que me têm andado entaladas. É que já não há pachorra. A minha, pelo menos, chegou ao fim há muito.

Sempre tive para mim que as opiniões se discutiam e os factos é que não mas, pelo que parece, devo ter andado errada estes anos todos. É que o que tenho visto por aí são factos a serem servidos como se de meras opiniões se tratasse e opiniões a serem promovidas ao eu vi com estes olhinhos que a terra há-de comer e nós, doidinhos por mais um petisco, enfardamos tudo o que nos trazem à mesa com a imbecilidade gulosa de quem correu com uma ASAE qualquer porque é certo e sabido que o mal que nos faz se perdoa sempre com o bem que nos sabe. E já nem nos interessa se a lebre afinal é gato, se a fossa vaza no chão da cozinha ou se as mãos do empregado de mesa nunca viram água na vida. Comida. Queremos comida que o circo, depois, armamos nós, mas esquecemos que a tenda dos palhaços e dos malabaristas depressa ficará nauseabunda porque se há facto que não é discutível é que comida estragada mais cedo ou mais tarde vira merda da grande.

7 comentários:

Anônimo disse...

gostei do teu texto, mas não percebi grande coisa. Quanto a pachorra a minha também anda em baixo. Bjo

Bianca disse...

Com ou sem pachorra, tens um desafio lá na cabra,ok!
Baci

tereza disse...

a questão é essa, eu também já não percebo nada.

tereza disse...

Não está lá, Bianca. A não ser que o desafio seja descobrir o desafio.

Anônimo disse...

é um bocado triste né? O melhor que conseguimos foi fabricar este arremedo de democracia, mas deixa para lá, estejam as miúdas e tu de saúde e bem, haja Sol vai que não vai, as estrelícias continuam lindas eu nem sabia que floriam em contínuo, já chegaram os aloés, chamas vermelhas a abrir no cinzento,

Bianca disse...

Ai tereza,tereza vai lá, não viste com olhitos de ver...
beijo
"5 revelações"

Gabs disse...

Também não percebi nada. Ando entretida nos meus próprios dilemas. Desemprego a 10%?