Um pé aqui outro ali

E mais uma vez guardei aquela camisola que pouco uso já tem mas de que sou incapaz de me desfazer. Não há razões para não a vestir, até gosto mais dela que da nova que comprei, mas está tão datada, foi tão vista que me sinto desconfortável com ela. Um dia talvez volte a estar no topo da pilha mas por enquanto fica guardada para não se estragar.


Não sei para que serve um blog, para tudo, para nada, mas sei que se não puder escrever o que me apetece nem vale a pena cá vir e, infelizmente, é o que está a acontecer com este blog. Desde há muito que sei que é lido por quem eu não quero que me leia, por quem eu não quero dividir pedaços de mim, por quem eu não quero que tenha uma luzinha que seja dos meus dias mas por quem eu não quero deixar de fazer o que gosto, escrever.

Há um ano, exactamente um ano, recebi um email de quem eu não sabia que me lia e há um ano, há exactamente um ano, comecei a deixar de escrever e agora já nem sei se o consigo fazer ou se o quero fazer longe dos muitos que por aqui andavam.

Na semana passada a Peixa acabou com o blog dela. Lá teve as suas razões, mas Peixa nunca vai deixar de ser. Ela anda por aí e o recomeço dela fez-me ter vontade de recomeçar também. Tentei fazê-lo aqui mas não consegui portanto decidi que também vou andar por aí. Aqui fica a Chefa e a Peixa e quem mais quiser estar, pelo outro lado irá andar uma outra que também sou eu mas que já não é, de certeza, a cabra de serviço.

7 comentários:

ritmargaride disse...

eu tenho pena. o cabra parece o ninho que todos abandonaram depois da tresa os ensinar a voar.

tenho pena pronto.

shark disse...

Desculpa, mas deve ter-te escapado um longo período do cabra em que o ninho ficou entregue à passarada...
Ah, e algumas das aves já chegaram aqui pelas suas próprias asas.

Ângela disse...

:((

Sérgio disse...

Também tu???????
Chiça.

Rachel disse...

Bela merda.

calamity jane disse...

.............................

Gabs disse...

Isto é mesmo assim, quem quer aguenta-se e eu tou-me nas tintas...posso estar a inventar,,,,ou não.